PRINT

Metodologia e Ensino: desafios e inovações nas Ciências Humanas

O campo das Ciências Humanas tem avançado de maneira significativa na utilização de metodologias de análise e de ensino. Com a evolução da tecnologia é possível agregar um grande universo de informações e refinar os mecanismos de coleta e análise de dados. Novas ferramentas permitem a coleta e o cruzamento de dados com velocidade e precisão impensáveis há 20 anos. Para desenvolverem seus trabalhos, pesquisadores das distintas áreas das ciências humanas atualizam constantemente métodos clássicos de análise, mas também, de modo criativo, criam novas maneiras de compreensão da realidade social. Dada a necessidade de formar pesquisadores conectados com técnicas avançadas de pesquisa, os programas de pós-graduação do IFCH propõem um projeto em metodologia em Ciências Humanas voltado à pesquisa e ensino. O projeto foca em metodologias qualitativas e quantitativas e tem um formato multidisciplinar de abordagem envolvendo dez PPGs do Instituto. A estrutura do projeto permite que cada técnica possa ser explorada transversalmente, contribuindo para a formação de pesquisadores e oferecendo a oportunidade do aprendizado de técnicas inovadoras com ampla aplicação nas diversas áreas das Ciências Humanas. As metodologias multidisciplinares visam também o aperfeiçoamento do ensino em nível superior e, principalmente, possibilitar o acesso da sociedade aos resultados das pesquisas da universidade, atentando ao diálogo com a formação de professores, aos desafios da Educação Básica e à necessidade de falar a públicos cada vez mais amplos. Ainda, o projeto permitirá que se estabeleçam redes internacionais de pesquisadores potencializando o processo de internacionalização das ciências humanas brasileiras, estimulando colaborações internacionais, dando visibilidade à pesquisa e aos programas de pós-graduação do IFCH/Unicamp e possibilitando a consolidação internacional de centros e núcleos de pesquisa já existentes no instituto. Inicialmente propomos o aprofundamento de metodologias tais como: Análise Histórica dos Eventos, Fontes e Arquivos, História Pública e História Digital, Projeções Populacionais, Análise Multinível aplicada às Ciências Humanas, Análise Qualitativa e Métodos Mistos, Teoria de jogos, Experimentos em Ciências Sociais, Etnografia Digital, Etnografia de imagens e grafias, Etnografia em arquivos e Redes de Parentesco.

Coordenador(a):
Nashieli Rangel Loera
Programa:
Ambiente e Sociedade, Antropologia Social, Ciência Política, Ciências Sociais, Demografia, Filosofia, História, Profhistória, Relações Internacionais, Sociologia
As Transformações da Filosofia

Este projeto integra pesquisas em andamento no PPG em Filosofia. O objetivo é investigar transformações da Filosofia em sua história, ou seja, a identidade ou permanência do projeto da Filosofia ao longo do tempo e seu lugar na ordem dos saberes em diferentes culturas. Estrutura-se em três marcos conceituais: (a) Metafísica, Predicação e Filosofia da Natureza em Aristóteles e sua recepção. Abrange a História da Filosofia Antiga, dedicada a autores clássicos da Filosofia Grega, e investiga, com o auxílio da análise filológica do texto grego, temas filosóficos fundamentais em torno dos quais se organiza a filosofia do período. Trata, na História da Filosofia Medieval, da recepção da antiguidade filosófica, com ênfase para o período da Escola de Alexandria e os séculos XIII e XIV, tratando especialmente da filosofia de língua latina e árabe. Por fim, alcança o início da História da Filosofia Moderna, o que compreende os séculos XVI e XVII, com ênfase para a tradição racionalista continental e o empirismo. b) A herança histórica da Ética e do pensamento político contemporâneo. Abrange a investigação sistemática de temas clássicos de Filosofia Prática. Prioriza as relações entre Ética e Política e sua referência à categoria de Estado. Abrange a Teoria do Estado, do Direito e da Democracia, tomando como partida os conceitos de soberania popular e de representação como categorias fundantes da democracia contemporânea. Investiga-se as contradições e complementaridades entre estas categorias, as  referências aos direitos humanos e a revisão das doutrinas democrático-liberais, e a atualização da Filosofia Prática nos debates contemporâneos. (c) Lógica e linguagem. Abrange Linguagem, Epistemologia, e Fundamentos das Ciências Formais.  Investiga-se a aplicação da teoria dos atos ilocucionários desenvolvida no séc. XX. Tem-se como hipótese que atos linguísticos desempenham papel pouco reconhecido na montagem do arsenal teórico da matemática, com possíveis implicações para a ontologia. Investiga-se a aplicação da lógica ao problema do conhecimento, com atenção para a análise das noções de crença e conhecimento feita por meio da lógica modal. Investiga-se a conexão entre lógica e teoria das probabilidades, ferramentas no estudo formal do raciocínio aplicadas em filosofia, inteligência artificial, matemática e ciência cognitiva. Por fim, desenvolve-se a área de fundamentos das ciências formais, combinando lógica com teoria das probabilidades, buscando generalização comum.

Coordenador(a):
Márcio Augusto Damin Custódio
Programa:
Filosofia