I Escola de Inverno de Estudos Gramscianos

Data da publicação: qua, 20/04/2022 - 13h17min

Filologia e política: modos de usar 

18 a 22 de julho de 2022

Inscrições no site https://eventos.galoa.com.br/i-eieg/page/1656-home 

A Escola de Inverno de Estudos Gramscianos acolherá pesquisadores e pesquisadoras da América Latina e da África lusófona que estejam interessados em aprofundar seus conhecimentos sobre a obra de Antonio Gramsci. Visa difundir os avanços metodológicos, teóricos e temáticos das últimas décadas, os quais culminaram na Itália com a publicação de uma nova Edizione Nazionale das obras do sardo. Sustentando esses avanços encontra-se uma revalorização do método filológico. Este tem permitido restabelecer de modo mais rigoroso o texto gramsciano, reconstruindo a modalidade da escrita dos Quaderni e estabelecendo a datação dos parágrafos e as fontes mobilizadas. Importantes avanços também têm sido feitos no estudo dos  escritos jornalísticos publicados na imprensa socialista antes da prisão, com uma atribuição mais precisa da autoria de certos artigos e a descoberta de novos textos. Também é importante a reconstrução do epistolário, com uma maior atenção às cartas recebidas por Gramsci, o que tem permitido esclarecer eventos de sua vida afetiva e familiar, bem como o diálogo que mantinha com os contemporâneos.

Uma reconstrução mais rigorosa do texto gramsciano não poderia deixar de ter impacto sobre a maneira como é lido e interpretado. A variável tempo ganhou importância no interior do texto gramsciano, permitindo revelar o lento processo de sua elaboração, valorizando as  flutuações de sentido dos conceitos ao longo da obra. Como resultado os novos estudos têm destacado a originalidade deste pensamento, concebendo a filosofia da práxis, em seus diferentes aspectos,  como um desenvolvimento criativo do materialismo histórico e não mais como um mero sinônimo deste. 

A primeira edição desta Escola de Inverno, será realizada na modalidade remota, está dedicada ao método filológico, que tem orientado os novos estudos gramscianos, e a sua relação com a prática política. Cinquenta vagas serão disponibilizadas para inscritos, que poderão participar da sala virtual, ter acesso aos textos das conferências e dialogar com os(as) conferencistas. Inscritos também poderão apresentar seus projetos de pesquisa com os conferencistas em sessões especiais. No processo seletivo serão levadas em consideração a diversidade regional e de gênero. As pessoas inscritas que assistirem as cinco aulas receberão certificado de participação. 

Comitê Científico: Alvaro Bianchi, Daniela Mussi e Giuseppe Cospito

Organização: Laboratório de Pensamento Político da Universidade Estadual de Campinas  (PEPOL-Unicamp); Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Unicamp; Departamento de Ciência Política da Universidade Federal do Rio de Janeiro; Università degli Studi di Pavia; Fondazione Gramsci.

 

18 de julho, 14 horas – Abrindo a oficina gramsciana 

Resumo: História e apresentação da nova Edizione Nazionale. Discussões prévias, organização e andamento dos trabalhos. Principais desafios. Ênfase na publicação dos Quaderni e as possibilidades que ela oferece a pesquisadores e pesquisadoras da América Latina.

Gianni Francioni (Università di Pavia – Itália)

Alvaro Bianchi (Unicamp – Brasil)

 

19 de julho, 14 horas – Gramsci além dos Quaderni 

Resumo: Apresentação das sessões dedicadas ao Epistolário e aos Escritos na Edizione Nazionale. Discussões prévias, organização e andamento dos trabalhos. Principais descobertas e desafios. Experiências de tradução a partir da Edizione Nazionale.

Leonardo Rapone (Università di Tuscia – Itália)

Francesco Giasi  (Fondazione Gramsci – Italia)

Daniela Mussi (UFRJ – Brasil)

 

20 de julho, 9 horas – Discussão de projetos de pesquisa

 

20 de julho, 14 horas – Fontes, arquivos e repertórios bibliográficos 

Resumo: Fontes biográficas e bibliográficas. Experiências de pesquisa documental e arquivística. Repertórios bibliográficos gramscianos.  

Maria Luisa Righi (Fondazione Gramsci – Italia)

Eleonora Lattanzi  (Fondazione Gramsci – Italia)

Hernán Ouviña – (UBA – Argentina)

 

21 de julho,  9 horas – Discussão de projetos de pesquisa 

 

21 de julho, 14 horas – Publicando e traduzindo Gramsci na América Latina 

Resumo: Coletividades gramscianas na América Latina:  atividade política e editorial. Circulação e tradução de ideias no Sul Global.

Camila Góes (Unicamp – Brasil)

Martin Cortes (UBA – Argentina)

Diana Fuentes (UAM – México)

 

22 de julho, 14 horas – Para que(m) serve a filologia? 

Resumo: Por que filologia? Usos políticos da filologia. O que a prática filológica  de Gramsci tem a nos ensinar?

Fabio Frosini (Università di Urbino – Italia)

Peter Thomas (Brunel University – UK)

Giuseppe Cospito (Università di Pavia – Italia)

 

Inscrições poderão se inscrever pesquisadores e pesquisadoras da América Latina e da África lusófona que estejam interessados em aprofundar seus conhecimentos sobre a obra de Antonio Gramsci. O evento não será transmitido simultaneamente nas redes sociais. Apenas pessoas inscritas poderão participar da sala virtual. As inscrições estarão abertas de 11 de abril a 31 de maio de 2022. Pessoas interessadas em discutir seus projetos de pesquisa deverão anexar à inscrição resumo de projeto de pesquisa com no máximo 8 mil caracteres destacando tema, problemas de investigação, materiais e métodos de pesquisa. As inscrições deverão ser realizadas no site https://eventos.galoa.com.br/i-eieg/page/1656-home e serão efetivadas mediante pagamento de taxa de R$ 50. 
 

Local: Evento virtual
Data: 18/07/2022 - 14:00