Objetivação e Alienação em Marx e Hegel

  • Chris Arthur
  • Felipe Taufer (trad.) UCS - Universidade de Caxias do Sul
Palavras-chave: Alienação, Estranhamento, Marx, Hegel, Trabalho

Resumo

Trata-se de uma tradução de um artigo seminal de Chris Arthur. Este artigo busca demonstrar criticamente a avaliação que Marx faz do papel dos conceitos de alienação e estranhamento presentes na Fenomenologia do Espírito. Em seus Manuscritos de 1844, Marx critica Hegel por identificar ambos conceitos com aquilo que chama de 'objetivação'. Nesse sentido, Chris Arthur endossa a tese interpretativa de György Lukács - O Jovem Hegel - a respeito desses temas, mas dá um passo além e amplia o entendimento crítico dessa tese. No final, compara essa interpretação com a de outros estudiosos da relação Marx-Hegel como Herbert Marcuse, Ernest Mandel e Alexandre Kojève. O resultado final é o de que, em Marx, alienação e estranhamento são conceitos historicamente específicos do modo de produção capitalista.

Publicado
2021-08-03
Seção
Traduções (Seção livre - fluxo contínuo)