A crítica do tempo livre em Adorno

  • André Campos Rocha PUC-MG
Palavras-chave: Indústria Cultural Lazer Teoria Crítica Theodor Adorno Tempo Livre

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar a conferência-ensaio Freizeit (tempo livre) de Theodor Adorno à luz das problemáticas sociológicas trazidas pelo processo de consolidação do capitalismo como formação social hegemônica nas décadas que se seguiram ao fim da Segunda Guerra. Pretende-se demonstrar as tensões dialéticas inscritas na constelação de conceitos que gravitam em torno da crítica do tempo livre, relacionando-as não só às preocupações teóricas mais amplas de Adorno, como também ao contexto específico em que a conferência-ensaio foi concebida.

Publicado
2021-04-16
Seção
Artigos (Fluxo contínuo)