Atmosfera alegórica na filosofia de Walter Benjamin

  • Rodrigo Rocha Oliveira Universidade Federal de Ouro Preto
Palavras-chave: Alegoria, História, Walter Benjamin

Resumo

Este artigo busca uma interpretação da importância e uso da forma da escrita para a filosofia de Walter Benjamin (1892-1940). Neste sentido, destacamos o recurso à expressividade alegórica dentro do seu repertório e arquivo de imagens. Os pressupostos para tomarmos esta investigação estão pautados pela forma como esta atitude filosófica participa da desconstrução de uma das bases solidificadas na tradição filosófica: a lógica monolítica da continuidade. Assim, ao utilizar de imagens e alegorias, Benjamin parece nos legar outros rumos possíveis para o pensamento reflexivo. Isto porque as alegorias resguardam um rico exemplar de imagens que proporcionam rupturas com a escrita horizontal pertinente àquela forma lógica a ser questionada. Nosso roteiro passará por uma indicação do plano de onde as alegorias surgem para o pensamento de Benjamin, seguido de uma apresentação dos fundamentos do pensamento alegórico na obra do autor.

Biografia do Autor

Rodrigo Rocha Oliveira, Universidade Federal de Ouro Preto
Formado em Filosofia pela Universidade Federal de Juiz de Fora, 2015-2018. Mestrando em Filosofia pela Universidade Federal de Ouro Preto, vinculado a linha de pesquisa em Estética e Filosofia da Arte, 2019.
Publicado
2021-08-09
Seção
Artigos (Dossiê Temático)