Festa de Nossa Senhora de Andacollo: religiosidade popular no norte chileno

  • Ana Paula Santos Horta
  • Carolina Herrera Rojas

Resumo

As festividades à Virgem de Andacollo são realizadas duas vezes por ano no Chile, segundo as celebrações indígenas ancestrais. A primeira, denominada “chica”, acontece no equinócio de primavera ao longo do primeiro domingo de outubro. A segunda, designada “festa grande”, ocorre no solstício de verão, no período de 23 a 27 de dezembro. Atualmente, essas festas foram assimiladas pelas celebrações católicas e atraem centenas de pessoas à pequena Andacollo, na região de Coquimbo. A praça principal é tomada pelo som de caixas, tambores e flautas, as ruas ganham cor e brilho com as vestimentas e estandartes dos devotos. As igrejas tornam-se cúpulas vivas do ir e vir de homens, mulheres e crianças que renovam a cada ano o íntimo propósito de se colocarem diante da imagem de Nossa Senhora de Andacollo.  

Biografia do Autor

Ana Paula Santos Horta
Graduada em História pela Universidade de São Paulo (USP), possui mestrado em História Social também pela USP (2011). Doutoranda no Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (FCLAR/UNESP), a pesquisadora busca analisar o fenômeno da espetacularização de rituais em festas populares católicas realizadas em Goiás, Minas Gerais e São Paulo. Tem experiência na área de História do Brasil e Antropologia Social, tendo atuado principalmente em pesquisas junto a Folias de Reis em Minas Gerais. Docente na Libertas Faculdades Integradas.
Carolina Herrera Rojas

Diplomada em Território e Identidade Cultural. Universidade Católica do Peru

Publicado
2019-07-15
Como Citar
Horta, A. P. S., & Herrera Rojas, C. (2019). Festa de Nossa Senhora de Andacollo: religiosidade popular no norte chileno. PROA Revista De Antropologia E Arte, 1(9), 171-180. Recuperado de https://www.ifch.unicamp.br/ojs/index.php/proa/article/view/3115