As escolas de samba e as transformações socioculturais no carnaval de Rio Novo:

memórias e representações dos desfiles carnavalescos de uma pequena cidade do interior de Minas Gerais (1960-1979)

  • Felipe Araujo Xavier Universidade Federal de Juiz de Fora
Palavras-chave: Rio Novo, Carnaval, Escola de Samba, Memória, História Oral

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar parte da história do carnaval de Rio Novo – MG, por meio dos depoimentos de foliões rionovenses de outrora, que retrataram em suas memórias o surgimento e a consolidação das Escolas de Samba no carnaval da cidade entre 1960 e 1979. Dentro dessa temática, abordo a organização racista e discriminatória do arranjo social dos clubes carnavalescos rionovenses, a crise do carnaval de clubes, a ascensão das Escolas de Samba dos negros e a consolidação do carnaval de rua e dos desfiles das Escolas de Samba como a principal atração da pequena cidade Rio Novo, procurando mostrar que esse desenrolar histórico minou parcialmente a tradicional segregação social e racial da cidade.

Biografia do Autor

Felipe Araujo Xavier, Universidade Federal de Juiz de Fora

Licenciado e bacharel (2006), mestre (2010) e doutor (2015) em História pela Universidade Federal de Juiz de Fora na área de concentração: Narrativas, Imagens e Sociabilidades da Faculdade de História da UFJF. No mestrado teve experiência na área de História Cultural, com ênfase em estudos focados nas festividades, principalmente o Carnaval, História Oral e Memória. No doutorado, desenvolveu uma pesquisa na área da História da Historiografia, com um estágio de 9 meses (Bolsa PSDE-CAPES 7896\13-1) como pesquisador visitante junto à Scuola Normale Superiore di Pisa, tendo como objeto de estudo a trajetória intelectual de Delio Cantimori (1904 – 1966), seu diálogo com os historiadores e as mais diversas correntes de pensamento, com destaque para o idealismo italiano, o materialismo histórico, o historicismo e a História da Cultura, e sua relação política com o fascismo e o Partido Comunista Italiano e, por fim, seu distanciamento das mais diversas ideologias políticas.

Referências

ALBERTI, Verena. Manual de história oral. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2004.

CARMO, Brenildo Ayres do. Na mesma Praça. História, fatos e lembranças. História e cultura dos Sertões do Leste: Revista Chico Boticário, Rio Novo, jan. 2006, pp. 30-37.

CHARTIER, Roger. História cultural: entre as práticas e representações. Lisboa: Difel, 1990.

FERNANDES, Tania Maria. Edição de entrevista: de linguagem falada à escrita. In: MONTENEGRO, Antônio Torres; FERNANDES, Tania Maria (orgs.). História oral: um espaço plural. Recife: Universitária, 2001, pp. 91-98.

ROUSSO, Henry. A memória não é mais o que era. In: AMADO, Janaína; FERREIRA, Marieta de Moraes (orgs.). Usos e abusos da história oral. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2002, pp. 93-101.

SOIHET, Rachel. A subversão pelo riso: estudos sobre o carnaval carioca da Belle Époque ao tempo de Vargas. Rio de Janeiro: Editora Fundação Getúlio Vargas, 1998.

Documentos

PÁVEL, Benjamim. Besta de sela – memórias romanceadas. Rio de Janeiro: Editora Pongetti, 1965.

A Gazeta. Rio Novo, 11 de março de 1979. S.l.: s.n. [cópia da página 1]. Arquivo da Fundação Chico Boticário, Rio Novo, MG.

Fontes orais

ABREU, Cícero Vasconcelos de. Entrevistadores: Felipe Araújo Xavier e André Colombo. Local da entrevista: residência do entrevistado. Rio Novo, Minas Gerais. 24 de julho de 2009.

CÂNDIDO, Altivo. Entrevistadores: Felipe Araújo Xavier e Ieda Callian. Local da entrevista: Praça Marechal Floriano. Rio Novo, Minas Gerais. 4 de outubro de 2009.

COELHO, Antônio. Entrevistadores: Felipe Araújo Xavier e André Colombo. Local da entrevista: residência do entrevistado. Rio Novo, Minas Gerais. 16 de julho de 2008.

CARMO, Brenildo Ayres. Entrevistador: Felipe Araújo Xavier. Local da entrevista: Fundação Chico Boticário. Rio Novo, Minas Gerais. 11 de agosto de 2009.

GOMIDE, Aretusa de Carvalho. Entrevistadores: Felipe Araújo Xavier e André Colombo. Local da entrevista: residência da entrevistada. Rio Novo, Minas Gerais. 23 de março de 2009.

GONTIJO, Maria Aparecida. Entrevistadores: Felipe Araújo Xavier e André Colombo. Local da entrevista: residência da entrevistada. Rio Novo, Minas Gerais. 14 de julho de 2008.

NETO, João Pinheiro. Entrevistador: Felipe Araújo Xavier. Local da entrevista: residência do entrevistado. Rio Novo, Minas Gerais. 12 de maio de 2009.

PEREIRA, Dirval M. Entrevistadores: Felipe Araújo Xavier e Ieda Callian. Local da entrevista: residência do entrevistado. Rio Novo, Minas Gerais. 4 de outubro de 2009

Publicado
2019-07-15
Como Citar
Xavier, F. A. (2019). As escolas de samba e as transformações socioculturais no carnaval de Rio Novo:. PROA Revista De Antropologia E Arte, 1(9), 74-95. Recuperado de https://www.ifch.unicamp.br/ojs/index.php/proa/article/view/3086