O escambo de Gaspar: rap como narrativa das relações culturais urbanas

  • Micael Guimarães Universidade de São Paulo

Resumo

BRASIL, Gaspar Z’África. Escambo. In: Rapsicordélico. Independente, 2015. 1 CD. Faixa 8.

Biografia do Autor

Micael Guimarães, Universidade de São Paulo
Bacharel e Licenciado em História pela Universidade de São Paulo (USP).

Referências

BENJAMIN, Walter. Rua de mão única Obras Escolhidas

vol. II. São Paulo: Editora Brasiliense, 1987.

BHABHA, Homi. O entrelugar das culturas. In: O

bazar global e o clube dos cavalheiros ingleses: textos

seletos. Trad. Teresa Dias Carneiro. Rio de Janeiro:

Rocco, 2011.

BRASIL, Gaspar Z’África. “A arte é um limite entre

a marginalidade e a criminalidade”. Entrevista de

Ricardo Tacioli. Portal Álbum Itaú Cultural (publicada

originalmente no blog Zonas de Conflito). 2008.

Disponível em:

<http://albumitaucultural.org.br/secoes/a-arte-e-umlimite-entre-a-marginalidade-e-a-criminalidade-dizgaspar-do-zafrica-brasil/>

(acesso em 28 nov. 2015).

______________. “Rapsicordélico”. Portal

Rapsicordélico. S.d. Disponível em:

< http://www.rapsicordelico.com/#!rapsicorderlico/

c10fk> (Acesso em 15 ago. 2016).

CANCLINI, Néstor García. Culturas híbridas:

estratégias para entrar e sair da modernidade. Trad.

Heloísa Pezza Centrão e Ana Regina Lessa. 4ª edição.

São Paulo: Edusp, 2003.

______________. Diferentes, desiguais e desconectados:

mapas da interculturalidade. Trad. Luiz Sérgio

Henriques. 3ª edição. Rio de Janeiro: Editora UFRJ,

CARLOS, Ana Fani Alessandri. A cidade. 9ª edição.

São Paulo: Contexto, 2013.

D’ANDREA, Tiajaru. “Fim de semana no parque: vinte

anos”. Le Monde Diplomatique Brasil, 1º/11/2013.

Disponível em

< http://www.diplomatique.org.br/artigo.

php?id=1539> (acesso em 25 nov. 2015).

SEVCENKO, Nicolau. “A cidade metástasis e o

urbanismo inflacionário: Incursões na entropia

paulista”. Revista da USP. 2004, n. 63, p. 16-35.

TEPERMAN, Ricardo Indig. “Improviso decorado”.

Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, nº 56. São

Paulo, 2013, pp. 127-150. Disponível em

www.scielo.br/pdf/rieb/n56/06.pdf> (acesso em 28

nov. 2015).

ZENI, Bruno. “O negro drama do rap: entre a lei do

cão e a lei da selva”. Estudos Avançados, vol. 18,

nº 50. São Paulo, 2004, PP. 225-241. Disponível em

<http://www.scielo.br/pdf/ea/v18n50/a20v1850.

pdf> (acesso em 25 ago. 2015).

BRASIL, Gaspar Z’África. Rapsicordélico. Independente,

1 CD.

BRASIL, Z’África. Antigamente quilombos, hoje

periferia. Paradoxx Music, 2002. 1 CD.

Publicado
2016-12-31
Como Citar
Guimarães, M. (2016). O escambo de Gaspar: rap como narrativa das relações culturais urbanas. PROA Revista De Antropologia E Arte, 1(6). Recuperado de https://www.ifch.unicamp.br/ojs/index.php/proa/article/view/2660
Edição
Seção
Resenhas