O cinema menor de Divino Tserewahú

  • Fernanda Oliveira Silva Universidade do Estado de Mato Grosso

Resumo

No artigo discuto o cinema de Divino Tserewahú, cineasta Xavante, a partir do conceito de cinema menor. O menor refere-se a um termo emprestado dos filósofos Gilles Deleuze e Felix Guattari que utilizam a expressão “literatura menor” ao analisarem a obra do escritor Franz Kafka. Menor, não por ser inferior, mas por ser feito por uma minoria na linguagem de uma maioria. Neste sentido, este cineasta indígena realiza um cinema com suas particularidades no seio de uma cinematografia dita estabelecida e que se apresenta como a expressão de um coletivo, o povo Xavante, que transformados em imagem, também representam aquilo que Divino denomina a “Cultura Xavante”.

Palavras-chave: Cinema indígena; Cinema menor; Divino Tserewahú.

Biografia do Autor

Fernanda Oliveira Silva, Universidade do Estado de Mato Grosso
Mestre em Ciências Sociais com ênfase em Antropologia pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Docente de Licenciatura em Ciências Biológicas na Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT) / Campus Alta Floresta. Coordenadora Pedagógica da E. E. Indígena Mayrowi Apiaká.

Referências

ARAÚJO, Ana Carvalho Ziller (Org.). Vídeo nas Aldeias:

anos. Olinda (PE): Vídeo nas Aldeias, 2011.

BERNARDET, Jean-Claude. Vídeo nas aldeias, o

documentário e a alteridade. Disponível em

www.videonasaldeias.org.br/2009/biblioteca.php>

Acesso em 10 de abril de 2016.

BUSSO, Adriana Fernanda. Processos de ensinoaprendizagem

na formação de cineastas indígenas em

comunidades do Acre. 199f. (Dissertação) Mestrado

em Antropologia Social. Universidade Federal de São

Carlos. São Carlos, 2011.

CARELLI, Vincent. Crônica de uma oficina de vídeo.

Disponível em <http://www.videonasaldeias.

org.br/2009/biblioteca.php> Acesso em 10 de abril de

CARNEIRO DA CUNHA, Manuela. Cultura com aspas.

São Paulo: Cosac Naify, 2009.

CARNEIRO DA CUNHA, Manuela. Índio imaginado:

cinema, identidade e autoimagem. Cadernos de

Antropologia e Imagem (UERJ), Rio de Janeiro, v. 12,

p.39-50, 2001. ISSN 0104-9658.

CORRÊA, Mari. Conversa a cinco. In: Vídeo nas Aldeias,

Disponível em: <http://www.videonasaldeias.

org.br/2009/biblioteca.php> Acesso em 01 março de

CORRÊA, Mari. Vídeo nas Aldeias. In: Vídeo nas

Aldeias, abril de 2004. Disponível em: <http://www.

videonasaldeias.org.br/2009/biblioteca.php> Acesso

em 01 de março de 2016.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. KAFKA: por uma

literatura menor. Tradução de Julio Castañon Guimarães.

Rio de Janeiro: Imago, 1977.

DELGADO, Paulo Sérgio. Entre a estrutura e a

performance: ritual de iniciação e faccionalismo entre

os Xavante da terra indígena São Marcos. 450f. (Tese)

Doutorado em Antropologia, Universidade Federal

Fluminense. Niterói, 2008.

DOMINGUES, Sergio Augusto. Literatura Indígena: uma

literatura menor. In: Cepop Atopos; Zoe Onlus. (Orgs.).

Indiografie: Saggi e racconti scritti dal nativi del Brasile.

Milão: Costa & Nolan, 2007, v.01, p.85-100.

GONÇALVES, Cláudia Pereira. Eu, Divino Tserewahú,

aprendi a valorizar a minha cultura através do vídeo.

Devires, Belo Horizonte, v. 3, p.180-207, 2006. ISSN

-6483 (vi)

MACDOUGALL, David. Significado e ser. In: Andréa

BARBOSA; Edgar Teodoro da CUNHA; Rose Satiko G.

HIKIJI (Orgs.). Imagem-conhecimento: antropologia,

cinema e outros diálogos. Campinas (SP): Papirus,

, p.61-70.

MACDOUGALL, David. De quem é essa estória?

Cadernos de Antropologia e Imagem (UERJ), Rio de

Janeiro, v.5, n. 2, p.93-105, 1997. ISSN 0104-9658 (vi)

MAYBURY-LEWIS, David. A Sociedade Xavante. Tradução

Aracy Lopes da Silva. Rio de Janeiro: Francisco Alves,

NICHOLS, Bill. Introdução ao documentário. Tradução

Mônica Saddy Martins. Campinas (SP): Papirus, 2005.

SAHLINS, Marshall. O “pessimismo sentimental” e

a experiência etnográfica: por que a cultura não é

um “objeto” em via de extinção (parte l). Tradução

de Deborah Danowski e Eduardo Viveiros de Castro.

Mana, Rio de Janeiro, v.3 n.º1, p.41-73, 1997. ISSN

-9313 (vi)

SILVA, Fernanda O. O filme é como um livro, uma

memória que nunca acaba: entrevista com Divino

Tserewahú. In: Ana Lúcia Camargo FERRAZ; João

Martinho de MENDONÇA. (Orgs.). Antropologia visual:

perspectivas de ensino e pesquisa. Brasília (DF): Aba

e-books, 2014, v. 1, p.407-438.

SCHØLLHAMMER, Karl Erik. As práticas de uma língua

menor: reflexões sobre um tema de Deleuze e Guattari.

Ipotesi, v. 5, n. 2, p.59-70, 2009. ISSN 1982-0836.

WAGNER, Roy. A invenção da cultura. Tradução Marcela

Coelho de Souza e Alexandre Morales. São Paulo: Cosac

Naify, 2010.

TSEREWAHÚ, Divino. Hepari Idub’rada, Obrigado

Irmão, Vídeo nas Aldeias, 1998, DVD, colorido, 17’.

TSEREWAHÚ, Divino. Wapté Mnhõnõ: A iniciação do

jovem Xavante, Vídeo nas Aldeias, 1999, DVD, colorido,

’.

TSEREWAHÚ, Divino. Meruntikupainikonman: Vamos à

luta, Vídeo nas Aldeias, 2002, DVD, colorido, 18’.

TSEREWAHÚ, Divino. Waiá Rini: O poder do sonho,

Vídeo nas Aldeias, 2001, DVD, colorido, 48’.

TSEREWAHÚ, Divino. Daritizé: Aprendiz de curador,

Vídeo nas Aldeias, 2003, DVD, colorido, 35’.

TSEREWAHÚ, Divino. Tsõ’rehipãri: Sangradouro, Vídeo

nas Aldeias, 2009, DVD, colorido, 28’.

TSEREWAHÚ, Divino. Pi’õnhitsi: Mulheres Xavante sem

Nome, Vídeo nas Aldeias, 2009, DVD, colorido, 56’

Publicado
2016-12-31
Como Citar
Silva, F. O. (2016). O cinema menor de Divino Tserewahú. PROA Revista De Antropologia E Arte, 1(6). Recuperado de https://www.ifch.unicamp.br/ojs/index.php/proa/article/view/2658
Edição
Seção
Artigos