NEM O CORPO, NEM O ROSTO: Inquietações a partir dos “apagamentos” de Gavin Adams

  • Paulo Garcez Marins Universidade de São Paulo

Resumo

-

Biografia do Autor

Paulo Garcez Marins, Universidade de São Paulo
Paulo César Garcez Marins possui doutorado em História Social pela FFLCH/USP. É docente do Museu Paulista da Universidade de São Paulo e do Programa de Pósgraduação da FAU/USP.

Referências

AZEVEDO, C. M. M. de. Onda negra, medo branco: o negro no imaginário das elites – século XIX. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

AZEVEDO, P. C. & LISSOVSKY, M.. Escravos brasileiros do século XIX na fotografia de Christiano Junior. São Paulo: Ex-Libris, 1988.

BANDEIRA, M. de L.. Território negro em espaço branco: estudo antropológico de Vila Bela. São Paulo: Brasiliense/ CNPq, 1988.

BIITENCOURT, R.. Modos de negra modos de branca - a imagem da mulher negra na pintura do século XIX. Dissertação (mestrado), IFCH/UNICAMP, Campinas, 2005.

CASTRO, H. M. M. de. Ao sul da História: lavradores pobres na crise do trabalho escravo. São Paulo: Brasiliense, 1987.

DIAS, M. O. L. da S.. Quotidiano e poder em São Paulo no século XIX. São Paulo: Brasiliense, 1984.

FERLINI, V. L. A. Terra, trabalho e poder: o mundo dos engenhos no Nordeste colonial. São Paulo: Brasiliense/ CNPq, 1988.

GODOY, S.. Círculo das contas: jóias de crioulas baianas. Salvador: Museu Carlos Costa Pinto, 2006.

ARQUIVO Nacional. Guia de fontes para a história da África, da escravidão negra e do negro na sociedade atual. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1988.

LARA, S. H.. Campos da violência: escravos e senhores na Capitania do Rio de Janeiro, 1750-1808. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988.

LIBBY, D. C.. Transformação e trabalho em uma economia escravista, Minas Gerais no século XIX. São Paulo: Brasiliense/ CNPq, 1998.

MACHADO, M. H. P. T. Crime e escravidão: trabalho, luta e resistência nas lavouras paulistas, 1830-1888. São Paulo: Brasiliense, 1987.

MATTOSO, K. M. de Q. Ser escravo no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1982.

MOURA, C. E. M. de M. A travessia da Calunga Grande: três séculos de imagens sobre o negro no Brasil (1637-1899). São Paulo: Edusp; Imesp, 2000.

REIS, J. J. (Org.). Escravidão e invenção da liberdade: estudos sobre o negro no Brasil. São Paulo: Brasiliense/ CNPq, 1988.

______. La revolte Haoussá de Bahia em 1807: resistence et controle des esclaves au Brésil. IN: Annales, Paris, v. 61, n. 2, p.383-418, 2006.

REIS, J. J. & SILVA, E. Negociação e conflito: a resistência negra no Brasil escravista. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

SCHWARTZ, S. B. Segredos internos: engenhos e escravos na sociedade colonial, 1550-1835. São Paulo: Companhia das Letras/ CNPq, 1988.

TAVARES, L. H. D.. Comércio proibido de escravos. São Paulo: Ática/ CNPq, 1988. Revista Brasileira de História, São Paulo, n.8, v.16 (Escravidão), 1988.

VILHENA, L. dos S.. A Bahia no século XVIII. Salvador: Itapuã, 1969, p. 129

Publicado
2009-11-01
Como Citar
Marins, P. G. (2009). NEM O CORPO, NEM O ROSTO: Inquietações a partir dos “apagamentos” de Gavin Adams. PROA Revista De Antropologia E Arte, 1(1). Recuperado de https://www.ifch.unicamp.br/ojs/index.php/proa/article/view/2411
Edição
Seção
Galeria