O TRABALHO DE TÉCNICOS DE PALCO NO CONTEXTO DE UM TEATRO PÚBLICO: décadas de 1950 a 2000

  • Maria Aparecida Alves Universidade Estadual de Campinas

Resumo

Neste artigo , faremos uma retrospectiva histórica do surgimento das profissões de técnicos em espetáculos na cidade de São Paulo, com o objetivo de analisar a inserção e permanência desses profissionais no Theatro Municipal de São Paulo. Os técnicos de palco têm por função criar as condições concretas para a realização dos espetáculos, eles se inter-relacionam com os denominados corpos estáveis, músicos e bailarinos, na concretização das apresentações artísticas realizadas no Theatro Municipal. Essas equipes são compostas por 44 profissionais das áreas de iluminação, cenotécnica, maquinária, sonoplastia, guarda-roupa e contra-regragem. O trabalho dos técnicos baseia-se no princípio da cooperação mútua entre as várias equipes de profissionais envolvidas, ele é parte da constituição coletiva do trabalho em artes e espetáculos.

Biografia do Autor

Maria Aparecida Alves, Universidade Estadual de Campinas
Mestre em Sociologia e Doutora em Educação (UNICAMP). É pesquisadora vinculada ao Projeto Temático: Trabalho e formação no campo da cultura: professores, músicos e bailarinos - Faculdade de Educação- UNICAMP.

Referências

ADORNO, T. W. A Indústria Cultural. IN: COHN, G. Comunicação e Indústria Cultural. São Paulo: Editora Nacional, 1977.

ALVES, Maria Aparecida. O trabalho técnico no campo das artes e espetáculos: um estudo sobre o Theatro Municipal de São Paulo. Tese de Doutorado defendida na Faculdade de Educação da UNICAMP, 2008.

ANTUNES, R. (Org.). Riqueza e Miséria do Trabalho no Brasil. São Paulo: Boitempo Editorial, 2006.

ABRAMO, L. Vida e Arte. São Paulo/Campinas: Fundação Perseu Abramo/Ed. da UNICAMP, 1997.

ARRUDA, M. A. N. Metrópole e Cultura: São Paulo no meio século XX. Bauru (SP): EDUSP, 2001.

BELARDI, A. Vocação e Arte: memórias de uma vida para a música. São Paulo: Edição Manon, 1986.

BERNARDES, M. E. Estandarte Glorioso da Cidade: Teatro Municipal de São Paulo – 1911-1938. Tese de Doutorado defendida no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UNICAMP, 2004.

BRANDÃO, I. de L. Teatro Municipal de São Paulo – grandes momentos. São Paulo: DBA Artes e Gráficas, 1993.

CALVO, A. A cenografia do TBC: minha experiência de trabalho. IN: FERRARA, J. A. & SERRONI, J. C. (Org.). 16 anos de cenografia e indumentária 1948/64. São Paulo: Secretaria de Estado da Cultura, 1980.

COLI, J. M. Vissi D’Arte por amor a uma profissão: um estudo sobre a profissão do cantor no Teatro Lírico. São Paulo: Annablume, 2006.

FERRARA, J. A. & SERRONI, J. C. (Org.). 16 anos de cenografia e indumentária 1948/64. São Paulo: Secretaria de Estado da Cultura, 1980.

HARVEY, D. A Condição Pós-Moderna. Uma pesquisa sobre a origem da mudança cultural. São Paulo: Loyola, 1993.

HOLLANDA, H. B. Impressões de Viagem – CPC, Vanguarda e Desbunde: 1960/1970. 2a. edição, São Paulo: Brasiliense, 1981.

MAGALDI, S. Depois do Espetáculo. São Paulo: Perspectiva, 2003.

_________. Moderna Dramaturgia Brasileira. São Paulo: Perspectiva, 2005.

_________. Teatro Sempre. São Paulo: Perspectiva, 2006.

MARX, K. O Capital: Crítica da Economia Política. (Trad. de Reginaldo Sant’Anna). 7a edição. São Paulo: Difel, 1982, Livro Primeiro, vol. I e II.

MATTOS, D. J. L. O espetáculo da cultura Paulista: teatro e televisão em São Paulo (décadas de 1940 e 1950). São Paulo: Codéx, 2002.

MENGER, P. M. Retrato do artista enquanto trabalhador. Metamorfoses do Capitalismo. Lisboa: Roma Editora, 2005.

MICELI, S. (Org.). Estado e cultura no Brasil. São Paulo: Difel, 1984.

MICHALSKI, Y. O Teatro sob pressão: uma frente de resistência. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1985.

MICHALSKI, Y. & TROTTA, R. Teatro e Estado – as companhias oficiais de teatro no Brasil: historia e polêmica. São Paulo/Rio de Janeiro: Ed. Hucitec/Instituto Brasileiro de Arte e Cultura, 1992.

PRADO, D. de A. Cap. XII – Teatro: 1930-1980 (ensaio de interpretação). IN: FAUSTO, B. (Org.). História Geral da Civilização Brasileira, Tomo III O Brasil Republicano. 4º volume, Economia e Cultura. São Paulo: Difel, 1982.

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO. O poder em São Paulo – História da administração pública da cidade 1554-1992. São Paulo: Cortez, 1992.

RATTO, G. Antitratado de Cenografia: variações sobre o mesmo tema. São Paulo: Editora SENAC, 1999.

RUBIM, A. A. C. & BARBALHO, A. (Org.). Políticas Culturais no Brasil. Salvador: EDUFBA, 2007.

RUBIM, A. A. C. Políticas Culturais no Brasil: tristes tradições, enormes desafios. IN: RUBIM, A. A. C. & BARBALHO, A. (Org.). Políticas Culturais no Brasil. Salvador: EDUFBA, 2007.

SALVADORI, M. A. B. Memória, cultura e cidadania: estudo de uma política pública. Campinas. Tese de Doutorado defendida na Faculdade de Educação da UNICAMP, 2000.

SARAIVA, H. F. Estrelas da coxia. Sonoplastas e iluminadores entram em cena para mostrar que o espetáculo não existiria sem eles. IN: Revista e São Paulo, v.3, no .10, 1997.

SEGNINI, L. R. P. Acordes Dissonantes: Assalariamento e Relações de Gênero em Orquestras. IN: ANTUNES, R. (Org.). Riqueza e Miséria do Trabalho no Brasil. São Paulo: Boitempo Editorial, 2006.

SERRONI, J. C. O outro lado da ribalta. In FERRARA, J. A. & SERRONI, J. C. (Org.). 16 anos de cenografia e indumentária 1948/64. São Paulo: Secretaria de Estado da Cultura, 1980.

________. Teatros uma memória do espaço cênico no Brasil, São Paulo: Ed. SENAC, 2001.

TOMASI, A. P. N. e SILVA, I. M. M.. Ofícios de ontem e ofícios de hoje: ruptura ou continuidade? IN: Anais do XIII Congresso Brasileiro de Sociologia, 29 de maio a 01 de junho de 2007, UFPE, Recife-PE.

WILLIAMS, R. Cultura. (Tradução de Lólio L. de Oliveira). 2a. ed., Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000.

WU, C. Privatização da cultura: a intervenção corporativa na arte desde os anos 1980. (Tradução Paulo Cezar Castanheira). São Paulo: Boitempo, 2006.

Publicado
2009-11-01
Como Citar
Alves, M. A. (2009). O TRABALHO DE TÉCNICOS DE PALCO NO CONTEXTO DE UM TEATRO PÚBLICO: décadas de 1950 a 2000. PROA Revista De Antropologia E Arte, 1(1). Recuperado de https://www.ifch.unicamp.br/ojs/index.php/proa/article/view/2399
Edição
Seção
Artigos