Foco e Escopo

A Proa: Revista de Antropologia e Arte é uma publicação semestral virtual, de acesso irrestrito, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (PPGAS – IFCH – Unicamp). Sua primeira edição foi publicada em agosto de 2009. As linhas editoriais da Proa compreendem a Antropologia e Sociologia da Arte, Antropologia Visual, Etnomusicologia, Etnoestética, História da Arte, Patrimônio Cultural, Políticas Culturais, Práticas Artísticas Contemporâneas, Performances e Rituais.

A proposta da revista é fomentar o diálogo entre as artes e as ciências sociais, dando espaço a contribuições nacionais e internacionais, no formato de resenhas, artigos, relatos de experiências, traduções, entrevistas, debates e exposições virtuais, incentivando a interdisciplinaridade e abrigando expressões artísticas e reflexões de diversas naturezas – da música à literatura, passando pelo cinema, pela fotografia, pelas artes indígenas e pela representação museológica, entre outras.

Processo de Avaliação pelos Pares

Os textos recebidos são inicialmente avaliadas por dois pareceristas anônimos, doutores e especialistas no tema da contribuição e externos tanto ao Comitê como ao Conselho Editorial. Em caso de um parecer ser favorável à publicação e o outro contrário, a contribuição é submetida à avaliação de um terceiro parecerista externo.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Fontes de Apoio

Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social e Departamento de Antropologia da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Histórico do periódico

A Proa: revista de antropologia e arte surgiu em 2008, quando integrantes do hoje extinto Grupo de Estudos em Antropologia e Arte (GESTA), do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (IFCH - UNICAMP), mobilizaram-se para construir uma publicação acadêmica e de acesso irrestrito, de caráter inédito no Brasil, que abrigasse artigos nas áreas de sociologia e antropologia da arte, etnomusicologia, antropologia visual, sociologia da cultura, políticas culturais, patrimônio e gestão cultural, história social e cultural da arte e práticas artísticas contemporâneas. Na comemoração dos dez anos da revista, em 2019, alguns dos fundadores publicaram um relato sobre os anos iniciais, disponível em: https://www.ifch.unicamp.br/ojs/index.php/proa/article/view/3923

A missão da Proa continua sendo a de fomentar o diálogo entre as artes e as ciências sociais, dando espaço a contribuições nacionais e internacionais, incentivando a interdisciplinaridade e abrigando expressões artísticas e reflexões de diversas naturezas – da música à literatura, passando pelo cinema, pela fotografia, pelas artes indígenas e pela representação museológica, entre outras. A seguir, listamos por ordem alfabética as pessoas que já fizeram parte de nosso Corpo Editorial:

 
Comitê Editorial
 
Alessandra Traldi Simoni (números 1 a 5, 2008-2015)
 
Aline de Paula Regitano (números 7.2 e 9.1, 2017 e 2019)

Carla Delgado de Souza (números 1 e 2, 2008-2010)

Daniel Revillion Dinato (número 6, 2016)

Edimilson Rodrigues Souza (números 7.1 a 9.1, 2017-2019)

Eduardo Dimitrov (números 3 a 5, 2010-2015)

Felipe Dittrich (número 1, 2008-2009)

Gabriela Aguillar Leite (número 6, 2015-2016)

Guilherme Perez Giufrida (número 7.2, 2017)

Guilherme Ramos Cardoso (números 2 e 3, 2009-2011)

Ian Packer (números 6 e 7.1, 2015-2017)

Ilana Seltzer Goldstein (números 1 a 5, 2008-2015)
 
Isabela Venturoza de Oliveira (números 7.1 e 7.2, 2017)
 
José Cândido Lopes Ferreira (números 6 a 8.2, 2016-2018)
 
Leonardo Bertolossi (número 3, 2010-2011)

Lucas Mestrinelli (números 6 e 7.1, 2015-2017)

Luisa Victória Pessoa de Oliveira (números 1 a 5, 2008-2015)

Luiza Serber (números 6 a 7.2, 2015-2017)

Magda dos Santos Ribeiro (número 2, 2009-2010)

Marialba Maretti (número 2, 2009-2010)

Mariana de Campos Françozo (números 3 e 4 , 2010-2012)

Marina Carmello Cunha (número 6, 2016)

Monique Lima de Oliveira (números 7.2 a 9.1, 2017-2019)

Rafael do Nascimento César (números 6 a 8.2, 2015-2018)

Rodrigo Charafeddine Bulamah (números 2 a 5, 2009-2015)

 

Apoio Editorial

Daniel Revillion Dinato (número 7.1, 2017)

Daniel Schwarz (número 6, 2015-2016)

Edimilson Rodrigues de Souza (número 6, 2015-2016)

Fabiane Vinente (número 1, 2008-2009)

Felipe Dittrich Ferreira (número 2, 2009-2010)

Gabriela Aguillar Leite (número 7.1, 2017)

Joanna Lopes da Hora (número 1, 2008-2009)

Marcos Pedro Magalhães Rosa (número 5, 2014-2015)

Marina Carmello Cunha (número 7.1, 2017)

Paulo Victor Albertoni Lisboa (número 5, 2014-2015)

Rafael do Nascimento Cesar (número 5, 2014-2015)

Vítor Queiroz (número 5, 2014-2015)