A concepção foucaultiana de antropologia humanista como ponto de partida para uma arqueologia da psicanálise

  • Clara Virginia de Q. Pinheiro

Resumo

O objetivo do presente trabalho é estudar a formação do saber psicanalítico a partir da arqueologia foucaultiana das ciências humanas, realizada no livro As palavras e as coisas. Trata-se de investigar a configuração de um domínio de questionamentos sobre o homem, em relação ao qual se institui um discurso sobre o inconsciente. Começamos da tese de Foucault sobre a finitude humana, constitutiva daquilo que ele chama de antropologia-humanista. Em seguida, examinamos as categorias características das ciências humanas e a posição psicanalítica que se específica na medida em que instaura uma inquietação acerca do humano.

Publicado
2015-03-19
Como Citar
Pinheiro, C. V. de Q. (2015). A concepção foucaultiana de antropologia humanista como ponto de partida para uma arqueologia da psicanálise. Revista Aulas, 1(3). Recuperado de https://www.ifch.unicamp.br/ojs/index.php/aulas/article/view/1914
Seção
Artigos