Palavra cortante; palavra cortada

  • Vera Chalmers IEL/UNICAMP

Resumo

O artigo pretende examinar a ilustração de cunho político na imprensa popular. Para tal, propõe-se a estudar os desenhos do mexicano José Guadalupe Posada, que desenhou para jornais, folhetos, livros, enfim, uma extensa obra gráfica, e aproximá-lo da obra contemporânea do brasileiro Rubem Grilo, que desenhou para a assim chamada imprensa nanica, durante a Ditadura Militar e logo após a abertura de Geisel. Para este fim, buscará aproximações entre o traço caricatural fundado na tradição popular mexicana de Posada e a ilustração contemporânea e urbana de Rubem Grilo, na criação de personagens que se configuram como tipos, e sua relação com a palavra.
Publicado
2012-05-10
Como Citar
Chalmers, V. (2012). Palavra cortante; palavra cortada. Cadernos AEL, 17(29). Recuperado de https://www.ifch.unicamp.br/ojs/index.php/ael/article/view/2605