Tradição e prática : um estudo etnográfico do benzimento em Campestre (MG) - Monografia de Mariana Ilhéo

No âmbito da religiosidade popular, são vivenciados diversos rituais através dos quais a crença do povo toma cor e forma. Dentre eles, e na fronteira entre a Religião e a Medicina Popular, ocorre uma modalidade de cura pela fé, presente no habitus das gentes, chamada de "benzimento": atuando como feiticeiros, os agentes populares da cura são procurados para que subtraiam um mal do cliente, no momento em que ele exterioriza seu sofrimento é feito o diagnóstico.

SEMINÁRIOS DO LAR: "RAP GOSPEL DESAFIANDO FRONTEIRAS ENTRE O SAGRADO E O SECULAR"

Dia 23 de agosto de 2017 
10:00hs
Local: Sala 24A, Prédio da Pós-Graduação do IFCH.

Palestrante convidada:
Dra. Olívia Bandeira de Melo Carvalho 
(Programa de Pós-Graduação em Sociologia 
e Antropologia/UFRJ)

Organização: Prof. Dr. Ronaldo Almeida, mestrando Jeferson Batista 

Expressão e Política: um estudo de caso no campo da performance social - Artigo de Matheus Capovilla Romanetto

O artigo acompanha e analisa o desenvolvimento de dois pronunciamentos – um discurso e uma performance dramática – no curso de uma cerimônia política, a partir das premissas de Victor Turner sobre a performance social. Procura-se demonstrar que as discrepâncias de forma e conteúdo entre seus atos de fala podem ser interpretadas como expressões de uma diferença entre as concepções que têm esses indivíduos de suas posições sociais.

EVANGÉLICOS E O MOVIMENTO LGBT - CARLOS GUTIERREZ

Nas interações com outros atores sociais, os evangélicos são rotulados frequentemente como politicamente conservadores. A partir do trabalho de campo realizado, o uso do termo conservador para autodefinição, ou julgamento de uma pessoa, ou ideia não foi utilizado pelos jovens militantes, tampouco por coordenadores do partido. Entretanto, quando passamos ao plano dos deputados federais, o termo passa a ser muito mais mobilizado. O parlamentar Antônio Bulhões (PRB-SP) e bispo licenciado da Igreja Universal define-se como um conservador em postagens nas principais redes sociais e também em falas públicas, além de destacar sua admiração ao pensador Adam Smith. Apesar do PRB ter feito parte da base aliada de 2006 até o impeachment de Dilma Roussef, em 2016, Bulhões sempre foi crítico do “progressismo” do governo com relação aos valores e costumes.

Páginas