EVANGÉLICOS E O MOVIMENTO LGBT

Nas interações com outros atores sociais, os evangélicos são rotulados frequentemente como politicamente conservadores. A partir do trabalho de campo realizado, o uso do termo conservador para autodefinição, ou julgamento de uma pessoa, ou ideia não foi utilizado pelos jovens militantes, tampouco por coordenadores do partido. Entretanto, quando passamos ao plano dos deputados federais, o termo passa a ser muito mais mobilizado. O parlamentar Antônio Bulhões (PRB-SP) e bispo licenciado da Igreja Universal define-se como um conservador em postagens nas principais redes sociais e também em falas públicas, além de destacar sua admiração ao pensador Adam Smith. Apesar do PRB ter feito parte da base aliada de 2006 até o impeachment de Dilma Roussef, em 2016, Bulhões sempre foi crítico do “progressismo” do governo com relação aos valores e costumes.

Páginas